19 julho 2016

CineLivros: Extraordinário (O filme )

A editora intrínseca, divulgou, a notícia sobre o  inicio das filmagens do EXTRAORDINÁRIO. homônimo: Filme baseado do livro que tem o mesmo nome.



 A adaptação do livro de R. J. Palacio tem estreia prevista para abril de 2017. O longa será dirigido por Stephen Chbosky, autor de As Vantagens de Ser Invisível. O roteiro ficará a cargo de Steve Conrad, de À Procura da Felicidade, e Todd Lieberman e David Hoberman serão os produtores do filme.


 Extraordinário conta a história de Auggie Pullman, um garoto que tem uma deformidade facial e enfrenta o grande desafio de frequentar a escola pela primeira vez. Com momentos comoventes e outros descontraídos, o livro já encantou milhares de leitores e consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos a seu redor: família, amigos e comunidade.




fonte: Editora Intrínseca 
Imagem: Crianção da adm deste blog 

17 julho 2016

Frases do Padre Fábio no twitter

Oi ! sejam bem vindos ao blog. Deixei os livros de lado e fui dá uma olhadinha no twitter do padre Fábio de Melo. Seja através dos livros, músicas ou  pelo twitter.Ele  sempre  escreve algo que vale apena retweetar. Na correria de todos os dias, no excesso, de informações, faz bem voltar um pouco da nossa, atenção, para a leveza, que as boas palavras, nos oferece. Padre Fábio, sendo uma das personalidades, mais seguidas nas redes sociais, no país. Sabe bem equilibra, comentários, com leveza, bom humor e reflexão. Fazendo assim do seu Twitter, um espaço muito proveitoso, e descontraído. Que nos leva do riso a reflexão. Dependendo do estado de espírito, do terráqueo.






Que nunca nos falte coragem para desistir. Algumas conquistas só nos chegam depois que deixamos de perseguir o que não foi feito para nós.



Quando o vazio é demais ficamos especialistas na arte de inventar conflitos.



Não provo amigos no sofrimento. Até os inimigos baixam guarda na hora da dor. Verdadeiros amigos são revelados quando partilhamos alegrias.



Tudo milimetricamente arrumado. Para que em nada demonstrasse o desalinho do coração.


Vez em quando a consciência se ilumina. E ser notado torna-se menos importante que notar-se. Nada empobrece mais que ser estranho a si mesmo



Sucesso é poder viver onde nos pede o coração.



Vivemos melhor quando deixamos de lado a pretensão de ser o tribunal do outro.


Discordar da forma como o outro escolheu viver não retira dele o direito de viver como escolheu.



A necessidade de criticar pode ser sinal de descontentamento. Regra do egoísmo. Não suporto ver no outro o que gostaria de ver em mim.


Uma decisão importante não deve ser tomada quando estamos nos extremos da alegria ou da tristeza. Nos dois casos ficamos privados de lucidez



O coração sofreria menos se compreendesse as regras da impermanência. A tudo sente como se fosse eterno. É o tempo quem diz: tudo passa!



Com o tempo deixa de ser amargura, transmuda-se em tristeza, depois em mera lembrança, saudade, até restar um riso íntimo, particular.


Um amigo verdadeiro é o espaço reservado à vulnerabilidade sem riscos. Baixar a guarda, desproteger a morada interior sem temer ser julgado.



O amor próprio é a imunidade que nos livra dos vampiros afetivos.

Necessitamos retomar a capacidade de discordar, mas sem perder a elegância, o respeito humano.


Fonte: Twitter oficial do Padre Fábio de Melo

16 julho 2016

Resenha: Aparecida




Aparecida – A biografia da santa que perdeu a cabeça, ficou negra, foi roubada, cobiçada pelos políticos e conquistou o Brasil é o livro mais completo sobre o maior símbolo da fé católica brasileira. Fruto de pesquisas realizadas no Brasil e no exterior pelo jornalista Rodrigo Alvarez, correspondente da TV Globo em Jerusalém, traz três séculos de história sobre a padroeira do país.

Narra, por exemplo, a noite em 1978 em que um homem atormentado invadiu a basílica de Nossa Senhora Aparecida e destruiu a imagem da santa – atentado que se desdobrou em uma sequência de acontecimentos cheios de mistérios, como numa trama cinematográfica. Este é apenas um dos eventos que cercam Aparecida e, à medida que se desenrolam, vão se confundindo com a própria História do país.

Ricamente ilustrada, a obra descreve personagens curiosos: o padre que tirava a santa do altar às escondidas; o governador que cortava cabeças; a restauradora irritada; o frei que enfrentava corruptos. E também revive personalidades marcantes, como a princesa Isabel, que lhe deu a coroa; o general Médici, que financiou uma peregrinação pelo país da ditadura; e os três últimos papas, João Paulo II, Bento XVI e Francisco, que fizeram questão de beijá-la.

A mistura entre fé, paixão e identificação nos faz pensar que a imagem de Aparecida seja, talvez, o primeiro símbolo nacional brasileiro. Até mesmo os mais céticos sabem que, ao ver a imagem triangular coberta pelo manto azul, estão vendo um retrato do Brasil.

***

Olá visitantes! Inicio está resenha com uma pergunta: Porque nenhum religioso, ou mesmo jornalista, não fizeram uma biografia sobre Nossa Senhora Aparecida, antes ?! ...
 Se até mesmo uma novela foi inspirada da história da santinha? 


Aparecida é bem mais que um livro. É um tesouro nacional , que mistura história e fé. O tesouro, que todos nós podemos ter  em casa.  O livro começa com uma introdução impecável. Em um dos trechos da introdução é impossível, não se emocionar com alguns testemunhos, dos romeiros de Aparecida. (ficaria feliz se houvesse um segundo, livro, desta vez com depoimentos, dos romeiros)    



Embora Aparecida, não seja um livro, religioso. É impossível, separar história e fé. Pois fatos sobrenaturais, se misturam a dados históricos. Lendo as curiosidades sobre a imagem de Aparecida, e suas inúmeras restaurações. Vejo de onde vem a força de nós brasileiros. Que muitas vezes, ficamos, destruídos, mas sempre nos restauramos e seguimos em frente. O exemplo vem do auto.

O encontro da imagem,no rio Paraíba  os primeiros devotos, a construção da primeira capela, os primeiros milagres. A cobiça dos políticos. A imagem que peregrinou o país, no combate ao comunismo. A visitas nos três últimos papas, a basílica, de Nossa Senhora Aparecida. Entre outros fatos... Nós revela o quanto, a fé, tem o poder de mudar a história, particular de cada fiel, como também, vida social e politica de um país.



Outra coisa que vale ressaltar são ás ilustrações do livros fotos raras, na imagem original de Nossa Senhora Aparecida, antes das inúmeras, restaurações. Da imagem quebradas em mil pedaços e de mais alguns acontecimentos.

Aparecida é um livro. Para céticos e cristãos.


Por Bia Oliveira  


10 julho 2016

Resenha: Neve na Primavera

Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho.

Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade.


Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve.


Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos,


Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.




Olá queridos visitantes ! O que acharam da sinopse? envolvente né ? A capa eu achei linda! Mas não foram esses, adjetivos, que me incentivaram, a ler este livro. O que me incentivou em primeiro lugar foi a autora. SARAH JIO. Sarah. escreve de forma instigante, envolvente. Do tipo que é quase impossível, largar o livro antes de terminar de ler. Ela não perde tempo com mi,mi,mi... Todos os parágrafos se tornam necessários, para o desenrolar, da história. 


Essa forma de escrita é uma característica na autora. Embora este livro em questão seja um drama. A autora no romance:  "O bangaló"  (tem resenha dele aqui no blog).Usa a  mesma forma que envolver, e  que nos deixar sem folego, com a intensidade, dos acontecimentos, praticamente da primeira a última página. 


Mas vamos focar, no "Neve na primavera" para recomendar com poucas palavras: Leia é sensacional! Sendo um pouco  mais extensa... O livro é intercalado.  O primeiro capitulo é sobre Vera. O segundo é sobre Claire. e assim sucessivamente. De forma que parasse que estamos lendo dois livro. Sem confusão, sem excesso, de personagens. Mas algo que têm em excesso são  mistérios, pistas, vestígios,e tristeza. Afinal é um drama.  



"Não desanime. As coisas mais difíceis sempre se transformam nas mais recompensadoras".




A jornalista Claire Aldridge. Vive um drama pessoal, depois de um acidente, ela está passando por uma crise conjugal. Por isso anda desestimulada, tanto na vida pessoal, quanto na profissional. Quando a jornalista chega, na redação do jornal. Em  um dia de primavera, que para surpresa de muitos está nevando. Claire, recebe uma ordem do chefe,para  fazer uma matéria, sobre este fenômeno, que coincidentemente, aconteceu no mesmo dia e mês muitas e muitas décadas atrás. Sem saber por onde começar, ela busca, nos arquivos do jornal, algo que há faça começar a matéria. Ela não encontra nada de interessante. Mas pesquisando com mais atenção descobriu uma nota de um jornal sobre um  menininho Daniel Ray  de 3 anos desaparecido, no dia da tempestade de neve em maio de 1933. Com a ajuda da internet ela pesquisa sobre a mãe do menino Vera Ray e encontra  vários boletins de ocorrência. De uma mãe desesperada que perdeu, seu filhinho.  Cleire e a amiga Abby, fica muito comovidas com a história. Porém um detalhe intriga as amigas de trabalho: o fato é que o jornal "O herald " Jornal em que elas trabalham e que desde a fundação, do jornal até os dias atuais pertence a família  do marido da Claire.  não publicou nenhuma  nota sobre o caso. Do menino Daniel. 


O caso inicialmente, mexeu com Claire, mas ao ir cada vez mais fundo no caso, ela descobrira, que faz parte desta história, ao ponto de lugares cotidianos, onde frequenta  e de objetos pessoais que lhe pertence são  elos importantíssimos, para chegar, ao  fim neste mistério que por muitas décadas, estava, esquecido. E sem desfecho. Duas mulheres, que viveram em épocas,diferentes, porém viveram dores, semelhantes. Claire nunca imaginaria, que também faz parte desta história. E que sua investigação, iria, tão longe. Seu empenho foi recompensado, com um final extremamente. emocionante, e inimaginável.  


Por Bia Oliveira 

05 julho 2016

CineLivros: Divulgado o Primeiro Pôster do filme A Cabana



Semana passada a página da Editora Arqueiro, divulgou o primeiro pôster da tão esperada. Adaptação, do livro: A Cabana para ás telonas. A editora responsável, pela publicação do livro no brasil, disse que a estreia do  filme está prevista para março de 2017. O livro A Cabana  foi lançando em 2007 em 2008  foi lançado em português. Deste então sempre houve por parte nos fãs  o desejo, desta  emocionante e enigmática, história,se tornar filme. Quase dez anos depois eis que o sonho está ganhando forma.
Enquanto o filme não é lançado temos um bom  tempo para reler o livro. Que com certeza está na lista dos livros preferidos de muito leitor por ai. Assim como está na minha lista também.

Conforme for sendo divulgados, mais detalhes postarei aqui... Até as próximas, novidades sobre A Cabana.








Pedro Bial - Filtro Solar

O que é bom e faz bem tem que ser compartilhado... Adoro esta reflexão do Pedro Bial. Preste atenção. Você ouvirá belas verdades, que ás vezes não conseguimos pensar sobre elas.




Pedro Bial - Filtro Solar



Filtro solar!
Nunca deixem de usar o filtro solar
Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro
seria esta: usem o filtro solar!
Os benefícios a longo prazo do uso de Filtro Solar
estão provados e comprovados pela ciência,
Já o resto de meus conselhos não tem outra base
confiável além de minha própria experiência errante.
Mas agora eu vou compartilhar esses conselhos com
vocês...

Aproveite bem, o máximo que puder, o poder e a beleza
da
juventude.
Ou, então, esquece... Você nunca vai entender mesmo o
poder e a beleza da juventude
até que tenham se apagado.
Mas pode crer que daqui a vinte anos você vai evocar
as suas fotos,
E perceber de um jeito que você nem desconfia hoje em
dia,
Quantas, tantas alternativas se escancaravam a sua
frente.
E como você realmente estava com tudo em cima,
Você não está gordo ou gorda...

Não se preocupe com o futuro.
Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que
pré-ocupação é tão eficaz quanto mascar chiclete para
tentar
resolver uma
equação de álgebra.
As encrencas de verdade em sua vida tendem a vir de
coisas que nunca passaram pela sua cabeça preocupada,
E te pegam no ponto fraco às 4 da tarde de uma
terça-feira modorrenta.

Todo dia, enfrente pelo menos uma coisa que te meta
medo de verdade.

Cante.

Não seja leviano com o coração dos outros.
Não ature gente de coração leviano.
Use fio dental.

Não perca tempo com inveja.
Às vezes se está por cima,
às vezes por baixo.
A peleja é longa e, no fim,
é só você contra você mesmo.

Não esqueça os elogios que receber.
Esqueça as ofensas.
Se conseguir isso, me ensine.
Guarde as antigas cartas de amor.
Jogue fora os extratos bancários velhos.

Estique-se.

Não se sinta culpado por não saber o que fazer da
vida
As pessoas mais interessantes que eu conheço não
sabiam, aos
vinte e dois
o que queriam fazer da vida.
Alguns dos quarentões mais interessantes que eu
conheço ainda
não sabem.

Tome bastante cálcio.
Seja cuidadoso com os joelhos.
Você vai sentir falta deles.

Talvez você case, talvez não.
Talvez tenha filhos, talvez não.
Talvez se divorcie aos quarenta, talvez dance ciranda
em suas
bodas de diamante.

Faça o que fizer não se auto congratule demais, nem
seja severo demais com você,
As suas escolhas tem sempre metade das chances de dar
certo,
É assim para todo mundo.
Desfrute de seu corpo use-o de toda maneira que puder,
mesmo!!
Não tenha medo de seu corpo ou do que as outras
pessoas possam achar dele,
É o mais incrível instrumento que você jamais vai
possuir.

Dance.
Mesmo que não tenha aonde além de seu próprio quarto.
Leia as instruções mesmo que não vá segui-las depois.
Não leia revistas de beleza, elas só vão fazer você se
achar feio

Refrão: Brother and Sister
Together we'll make it trough
Someday a spirit will take you
And guide you there
I know you've be hurting
But I've been waiting to be there for you
And I'll be there just helping you out
Whenever I can

Dedique-se a conhecer seus pais. É impossível prever
quando eles
terão ido embora, de vez.
Seja legal com seus irmãos. Eles são a melhor ponte
com o seu
passado e
possivelmente quem vai sempre mesmo te apoiar no
futuro.

Entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão de
uns
poucos e bons.
Esforce-se de verdade para diminuir as distâncias
geográficas e de estilos de vida, porque quanto mais
velho você ficar,
Mais você vai precisar das pessoas que você conheceu
quando jovem.

More uma vez em Nova York, mas vá embora antes de
endurecer.
More uma vez no Havaí, mas se mande antes de
amolecer.

Viaje.

Aceite certas verdades inescapáveis:
Os preços vão subir, os políticos vão saracotear, você
também vai envelhecer.
E quando isso acontecer você vai fantasiar que quando
era jovem os preços eram razoáveis, os políticos eram
decentes,
E as crianças respeitavam os mais velhos.
Respeite os mais velhos!!
E não espere que ninguém segure a sua barra.
Talvez você arrume uma boa aposentadoria privada.
Talvez você case com um bom partido, mas não esqueça
que um dos dois de repente pode acabar.
Não mexa demais nos cabelos se não quando você chegar
aos 40 vai aparentar 85.

Cuidado com os conselhos que comprar,
mas seja paciente com aqueles que os oferecem.
Conselho é uma forma de nostalgia.
Compartilhar conselhos é um jeito de pescar o passado
do lixo,
esfregá-lo,
repintar as partes feias e reciclar tudo por mais do
que vale.
Mas no filtro solar
Acredite.


01 julho 2016

Resenha: Depois de Você



Sinopse :  Quando uma história termina, outra tem que começar.


Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes.
Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la.
Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.


Skoob 



Olá meu queridos visitantes! A primeira coisa que tenho para, dizer sobre "Depois de Você" é: superou as minhas expectativas. Mas ai vai algumas dicas para chegar a está conclusão: 

1° A história é sobre a Lou. Depois de você não é um livro baseado em GHOST do outro lado da vida.  

2° Desapegue da ideia de que este livro. Terá uma linda história de amor. ( Lou está tentando se achar depois da morte de Will ) 



Eu adorei o "Como eu era antes de você". E para ser sincera, não, estava ansiando pela, continuação da história. Pelo fato de ter adorando tanto, a história de Will e Lou. Tinha muito medo da continuação, estragar tudo. Mas não resistir a CURIOSIDADE, e lá foi eu comprar o livro. 


E não me arrependi. Jojo deu conta do desafio, que muitos leitores queriam. Até eu que não estava, gostando da ideia, após ler. Chego a conclusão de que este livro era necessário. 


O grande barato está na dose certa, de cada situação, vivida e sentida por Lou e os demais personagens. Sobre as lembranças do inesquecível Will. Lou tem suas recaídas, e fica depre. Mais sua, vida é tão louca, e seu patrão tão cri, cri. Que ela não pode se dá ao luxo de ficar curtindo uma depre. 


O acidente que Lou sofre ao cair do terraço. Faz com que muitas pessoas inclusive sua família, cheguem a pensar que ela não sofreu um acidente, mas que tentou cometer suicídio. Para que se recuperasse, mais rápido e toda desconfiança da família de Lou sumisse. A respeito da suspeita de tentativa de suicídio.  Ela passa uma temporada da casa de seus pais.
Estando lá ela reforçou os laços com a família, que tinha ficado, um pouco estremecida, após a morte do Will. E casualmente reencontrou seu ex-namorado Patrick. E o encontro não foi lá muito amistoso.


Assim com os demais personagens na verdade o livro é tipo um acerto de contas, entre Lou e os familiares do Will. Mais uma vez o destino, faz Lou ser levada a conviver com a família de Will.  Mas têm duas grandes surpresas na vida da  nossa queria Lou. É ai que o livro ganha sabor de novidade, e emoção.  Primeiro é o paramédico  Sam Fielding carinhosamente chamado de (Sam da Ambulância) Ah! Sam!  por ele dá vontade de se deixar atropelar um pouquinho só para ser socorrida por ele. Se ele irá ficar com nossa mocinha sofredora ou não isso você tem que ler para saber. De uma coisa é certa Sam assim como Lou está superando a perda de alguém que ele amava muito.


Outro fato surpreendente, é a chegada de uma pessoa, do passado do Will. Essa pessoa revoluciona a vida de todos. E principalmente a de  Lou. Cheguei a questionar que  se o Will, soubesse da existência desta pessoa, ele não teria cometido suicídio.  


A maior angustia da Lou é achar que deveria ter, sido mais implacável, contra a ideia do Will, seu maior martírio é ter cedido. A vontade do seu amor. E ela carrega nos ombros o peso de ter falhado. De não ter dado o seu melhor. Mas está personagem misteriosa irá, fazer com que Lou tenha uma segunda chance de fazer o melhor que poder, para  mudar a vida de alguém definitivamente. 



Volto a repetir o grande barato da história, está. Na medida certa, a Lou  apesar de está  ainda deprimida, tenta  seguir em frente. Uma das coisas mais legais é o grupo de terapia do luto, pessoas, que contam casos, que podem sim serem reais. E suas  tentativas para  recomeçar. Esta turma nós faz rir, refletir e se emocionar. 


Para finalizar, devo dizer, que ouve alguns momentos de Flash-Back sobre a vida e a morte do Will foram momentos nostálgicos. Mas também na dose certa. Para ser bem sincera, esse livro é uma lição de superação, para todos... Ninguém esqueceu,Will Traynor. Mas de forma madura e sensível, Jojo mostra que superar, não é esquecer. É sabe lidar com a ausência, e a saudade. Que amar é uma necessidade vital. Amar outro alguém, não é traição, com quem já não está neste plano.   



Jojo é magnifica, e ganhou com "Depois de Você" toda a minha admiração. Por sua sensibilidade, diante nos sofrimentos, humanos.   Fico muito P  dá vida quando as pessoas ao se referir ao filme diz que é um incentivo ao suicídio, para pessoas com deficiência. Não! este não é o melhor caminho,  nem para alguém com deficiência, ou depressão, ou qualquer outro problema existencial.   


A autora apenas quis nós contar uma história, linda e emocionante, sobre amor, limitação e superação. Sobre uma amor que superou preconceitos. (Está é a minha opinião particular) 




Por Bia Oliveira