06 junho 2017

Frases: Mulheres de Aço e Flores e Mulheres Cheias de Graça

Com contos por vezes tristes, engraçados e  outros emocionantes. Para Fábio Sempre, enaltece a figura simples das  mulheres,  no interior. que na maioria das vezes são: simples, e fortes... Nos livros #mulheresdeaçoedeflores #mulhrescheiasdegraça é impossível ler, e não identificar-se com alguma personagem. Que as vezes,também pode nos fazer lembrar de uma tia, uma vizinha, ou uma amiga. Em cada página, em cada personagem o padre retrata, de forma poética as dores, os amores e as virtudes de cada mulher, que muitas vezes, por maus-tratos, ou por ter, que levar, nos ombros, o peso, de quem em nada faz lembra a frase que diz (mulher é sexo frágil). Na verdade somos fortes feito AÇO, sendo aparentemente delicada como as FLORES. Mistura, que não se explica. mistério, admirável. Que faz de nós MULHERES CHEIAS DE GRAÇA... 
Livros de leitura leve, e bem prazerosa. Vale apena ler. 


Essas capas são da nova edição, que foram lançadas este ano pela editora Planeta. 






Mulher, ó mulher. Pudesse eu recomeçar este mundo, inventaria de criar-te primeiro, e somente depois retiraria Adão de tuas costelas. 




...não há força humana que possa socorrer um coração que sofre por ser rejeitado. 




As esperanças duram o mesmo tempo que o amor. 





O que havia era o coração descompassado, querendo pular do peito, pronto para morrer de tanto amar. 




O amor completa os espaços. Supre a carência, suplanta os temores. 




...o amor não carece de presença para existir. 



Uma vida inteira sem flores não é nada diante de uma única primavera florida! 



O que faz a diferença no mundo é o jeito com que olhamos para ele. Ando convencida de que a simplicidade são os óculos ideais para uma visão mais acertada. 





O amor nos coloca num destino único. Quando chega, fecha as portas das possibilidades. 



O amor tem o poder de dispersar a timidez. 



O tempo não perdoa os nossos medos. Melhor o ferimento e suas recordações insinuantes. 



O amor tem o poder de nos cegar para detalhes que pertencem á imprecisão. 



... O amor ainda é a forma mais aprimorada de oração. 



Não crer em Deus é uma orfandade que me afasta da fraternidade. 








A vida de um amor profilático deve ser assim. Coisas lindas contrastando as feiuras do dia, cobrindo de bordados  cheios de minúcias os avessos e suas ranhuras. Amor que recobre de brilho a estrutura opaca da existência e transforma o cotidiano da vida num acontecimento único, fato que não merece cair cair no esquecimento. 




  O amor não esgota o que ama. O amor sobrevive de saberes e não saberes. O que olho ainda não vejo. Olho com descanso de pausa, porque sei que o mistério ainda vai me sorrir. Eu espero. 




O que falo de mim é fruto do que memorizei sobre o vivido. Por isso não posso prever o futuro, para o futuro ainda sou surpresa, assim como o amado o é para o amante. Sou o passado passando, ficando misturando e congregando as frações miúdas do presente, futurando minhas causas e esperanças. 




O dicionário não é nada perto do amor que sentimos. Os termos estão todos lá, mas a vida, a verdadeira vida, está todinha aqui, neste espaço de não saber, neste espaço de só sentir, ignorante mas vivo. 





A vida é assim. O que a matéria não supre o amor ajeita. 




Elas são cheias de graça. Ou porque nos fazem rir, ou porque são sobrenaturais. 



O bom da vida geralmente não cabe nos conceitos mais elevados, mas  resguarda-se em surpresas que insistimos em não enxergar. 





O tempo de espera é o tempo da fé. Tempo em que os olhos, de vez em quando, se lançam na direção do silêncio da terra para investigar se há vestígio de broto. 




Minhas carnes não revelariam absolutamente nada do que sou. O invisível é o que me define. O que está á vista não me revela. Minha palavra não alcança o que desejo dizer sobre o que ando sentindo. 





Postado por Bia Oliveira 


Um comentário:

  1. Nossa que linda essa nova versao. Eu iria amar conhecer esses livros. Realmente nao somos nenhum seco frágil, somo bem fortes. Amei as quotes me tenho certeza que me identificaria com essas mulheres.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário